Buscar
  • Mauricio Cruz

Vale Taça!


Podem me chamar de exagerado. Podem carimbar o selo anti-zika. Podem bater na madeira três vezes (como, de forma genial, fez Mané ao ser perguntado sobre ser campeão da Premier numa entrevista na TV). Podem dizer que estou emocionado. Mas acredito piamente que o jogo contra o rival eterno Manchester United, domingo, no Anfield, vale o título.


Calma, ainda tem um monte de jogos. City no Etihad. Arsenal no Emirates. Chelsea no Anfield. Claro, sei disso. Afinal ainda vamos disputar apenas a 23º rodada da Premier League neste domingo. Ainda faltarão 15 jogos depois. Matemáticos afirmam que, com mais 11 vitórias nos 16 jogos que faltam, contando o United, a perseguida e desejada Taça é nossa.


Mas e o lado anímico? Futebol nunca foi, é ou será jogado apenas dentro de campo. 22 homens correndo atrás de uma bola? Nunca!. Imagina, ganhamos do United com uma apresentação segura e um desempenho que cai no gosto de todos. Um suntuoso 3x0, quebra do tabu de Firmino, que marcaria um dos gols, contra o maior rival num dos maiores clássicos do mundo. Conseguem imaginar o nosso peito estufado pro resto do campeonato? Conseguem imaginar nossos seguidores olhando para a tabela, desesperados, procurando um outro jogo grande onde a gente poderia, finalmente, tropeçar? E se, de brinde, o ardiloso Crystal Palace apronta pro Manchester City no Etihad (ano passado isso aconteceu...) e a diferença inflaciona? Quer mais? E se Ole Gunnar Solskjaer não suportar a taka tomada do rival e cair na segunda feira pós clássico? Pacote completo!


Quem ou quê poderia nos parar num cenário como esse? Com tudo a favor? Com mais de 15 pontos de diferença dos rivais e com um jogo a menos por fazer? Me desculpem, aos cautelosos, mas podem entregar a taça, SIM!


O mesmo torcedor cauteloso me pergunta: “tá, mas e se o Man United ganhar?”


Na real? Não aconteceria rigorosamente nada. E o troféu ainda estaria indo, a largos passos, para Anfield.


#YNWA