Buscar
  • Mauricio Cruz

Um pereba com sorte

Quem diria, num rolê completamente aleatório, que Divock Origi ia fazer dois gols numa semifinal de Champions League contra o Barcelona de Messi? Quem diria, num devaneio maior ainda, que o mesmo Origi faria o chamado “Gol do título” da sexta Champions League num time com Mané-Salah-Firmino? Quem diria?


Glória Eterna! Origol marca na final da UCL! Fonte: Sky Sports

O atacante belga ainda tem outros recordes só dele na carreira estrelada. Gol contra o Everton no último minuto depois da bola quicar duas vezes no travessão? Ele fez (aliás, os rivais azuis são uma das vítimas preferidas de OriGod)! Gol sem olhar, de cabeça, no St. James Park também nos minutos finais contra o Newcastle, para nos dar a vitória? Sim, Origi também fez. E dois gols contra o Arsenal, um no último lance de jogo, para levar o jogo para a disputa de penalidades, vencida pelo Liverpool? Div também tem isso no seu currículo. Fora gol em Copa do Mundo (ele fez o gol da vitória da sua Bélgica, aqui no Brasil/2014, contra a Russia, na fase de grupos, a dois minutos do fim).


É ou não é um cara iluminado?


Sim, mas o que ele tem de sorte, ele tem de ruim.


Mais grosso que o Fernandão do Goiás. Que o Lambert, ex nosso. Que o Andy Carrol.


Do pescoço pra baixo, Origi tem canela no corpo. Não consegue matar uma bola, só se carregar um revolver no calção. Uma tristeza. Parece que faz muita força para jogar bola. No jogo dessa semana, a gente viu que ORUIMgi, de fato, não ajuda. Atrapalha. Na realidade, a gente sabe que ele é perna de pau desde sempre. Mas é nosso chaveirinho, nosso amuleto da sorte...


De volta ao normal: Oruimgi tropeça na bola contra o Brighton Fonte: Twitter

Teria o belga voltado ao seu normal? Teriam as trancinhas, recentes e presentes na maioria dos triunfos citados, um papel místico no atacante belga? Tipo o cabelo de Sansão? Ou ele é ruim de dar dó, mesmo? Um perebão sortudo?


O fato límpido e claro, ao meu ver, é que amamos OriGol. Mas ele não pode jogar mais com nossa camisa. Pela simples constatação dele ser horroroso. Agradecemos hoje, e o faremos eternamente, por ser presente nos grandes momentos de nossa história recente. Pelos gols contra o Barça, contra os Spurs, e todo o resto. Agradecemos também pela mini-boa fase que ele teve antes da construção do trio (ele botou Sturridge no banco, lembram?). Mas é o mesmo que o Gilberto do Bahia fazer gols por 3 semanas. Depois seca e ele volta a maltratar a criança.


Isso também anda a favor de Jurgen Klopp para explicar nossos percalços. Ole Solskjaer tem Cavani no banco. O Chelsea tem Timo Werner. O City tem Jesus (ou Aguero). Até o Arsenal tem Laca. A gente tem Origi.


“Ain, mas só o Origi tem gol em final e semi de Champions”. Verdade. Só ele também está quase dois anos sem marcar um gol com nossa camisa...


Origoat, Origod, Origreat, Origol.


Os nomes são invocados. O futebol praticado é sofrível.


Obrigado por tudo Origi. Mas não precisa jogar mais, tá?


#YNWA