Buscar
  • Caio Victor

Tudo bem, não é o foco


O Liverpool entrou em campo apenas com jogadores das categorias de base (Foto: Shaun Botterill/Getty Images)

Nesta terça-feira, fomos a Birmingham enfrentar o Aston Villa, em jogo válido pelas quartas de finais da Copa da Liga. Sim, um dia antes da semifinal do Mundial (Obrigado EFL). O Liverpool perdeu por 5 a 0.


Entramos em campo com o time mais jovem da nossa história, uma média de idade de 19 anos e 6 meses. Alguns jogadores estrearam no profissional, como o jovem Tom Hill, de 17 anos. O jovem chegou na Academy com apenas seis anos de idade.

Essa foi a escalação inicial do Liverpool na partida. O jogador mais velho dos Reds tinha 23 anos de idade

Nos primeiros dez minutos, os Reds pressionaram bastante o Aston Villa. O ponta Harvey Elliott exigiu grande defesa de Nyland ainda no comecinho. Mas aos 14 minutos os mandantes abriram o placar, em uma falha da defesa, seguida de uma falha do goleiro Kelleher.


LEIA MAIS: MUNDIAL DE CLUBES, O TORNEIO QUE NOS RESTA


O segundo gol do Aston Villa saiu logo em seguida, quando, em uma tentativa de bloquear o cruzamento adversário, Boyes acabou desviando a bola por cima do goleiro. Os meninos faziam um bom jogo, tinham maior posse de bola, mas acabavam pecando nas finalizações. Quem não faz, leva! Ainda foram mais três gols do Aston Villa na partida, em falhas da defesa como um todo.


Bom, o placar foi feio, mas o time de garotos que o Liverpool mandou a campo não mereceu a goleada. Mas infelizmente o futebol é assim.

Melhor em Campo: Harvey Elliott. O garoto de 16 anos mais uma vez mostrou futebol de gente grande. Foi o jogador mais lúcido de toda a equipe. Dribla como poucos, além de sempre escolher a jogada certa. Quase fez um bonito gol no primeiro tempo.


Destaque Positivo: Herbie Kane. Cadenciou o jogo, demonstrou calma. É um jogador com certa qualidade, acertou bons lançamentos e manteve a posse de uma maneira bem inteligente. Mas, claro, tem muito para melhorar se quiser espaço no banco de reservas profissional.


Destaque Negativo: Sepp Van den Berg. O miolo da zaga, na minha opinião, não fez uma boa partida. Esperava bastante do holandês de 17 anos, que foi um achado de Klopp no último mercado. Falhou grosseiramente no lance do terceiro gol adversário.


O próximo compromisso dos Reds é amanhã, pela semifinal do Mundial Interclubes, contra o Monterrey, do México. A partida terá início às 14h30, horário de Brasília, com transmissão do SporTV.