Buscar
  • Pedro Henrique

Torcedores, calma!

Atualizado: 22 de Jun de 2020


O empate no Merseyside Derby gerou até pedidos da cabeça de Klopp (Foto: liverpoolfc.com)

Se você ainda não sabe, empatamos com o Everton em 0-0, jogando no Goodison Park. Um joguinho mequetrefe aonde passamos longe dos nossos melhores dias. Pra ser honesto, uma vitória dos rivais seria até um resultado aceitável, tamanha dificuldade que tivemos.


Um espirito de imediatismo tem tomado conta dos amantes de futebol, e a tão temida espanholização do Liverpool já aconteceu e nós nem nos demos conta. Por que eu digo isso? É só você entrar na timeline de qualquer rede social que você verá as enxurradas de críticas em cima de um time que lidera o campeonato com 23 pontos de vantagem.


Parece ridículo, mas até a cabeça de Klopp eu vi gente pedindo... E não era brincadeira não. Os #FSGout eu nem precisa dizer que aparecem a cada atuação ruim de algum jogador ou mesmo nas poucas derrotas que tivemos na temporada.


E é por isso que eu estou aqui, porque eu acredito que você que me lê não faz parte dessa barca furada. Dessa multidão de torcedores modinhas (odeio essa expressão, mas ela precisa ser usada) que estão torcendo para o Liverpool.


Contra o Atlético de Madrid eu comecei a enxergar que a espanholização tinha acontecido de fato, até porque cancelaram facilmente o nosso goleiro reserva, Adrián. Que tinha sido herói na supercopa da Europa e superado as nossas expectativas nas oito primeira rodadas em que Alisson esteve machucado.


Na derrota para o Watford, eu vi de fato que nos apegamos a essência de um Real Madrid e Barcelona, mas não quis acreditar. Não era possível que na nossa primeira "fucking" derrota no campeonato a torcida viria com pedras na mão. Não era real.

Hoje eu acabei crendo. Não teve jeito. Caímos na arapuca do rival e também tropeçamos em nossas próprias deficiências. Como resultado, um empatizinho amargo. Mas será que esses cabeçudos de plantão não levam em consideração que os caras estavam 100 dias parados não?


Vi gente criticando os jogadores que entraram. Dizendo que não tínhamos banco de reservas e tudo mais. Claramente sentindo o golpe da contratação de Werner pelo Chelsea. A ignorância é tão grande, que os impede de entender que a saúde financeira é tão importante para nos manter no topo quanto grandes contratações.


O imediatismo foi tão grande que eu vi gente pedindo a venda do Chamberlain, que é de longe o jogador mais amado pela torcida. Tem até fã base e eu não estou brincado. Nem mesmo levaram em consideração os dois jogadores machucados que perdemos durante a partida.


Outra ponto é o fato de enfrentarmos o campeoníssimo Ancellotti, na casa dos caras ainda por cima. Quem em sã consciência esperava um jogo fácil? O italiano está acostumado a nos enfrentar (4 confrontos contra o Napoli) e conhece bem o time que tem. Tanto é que esteve muito mais perto de vencer a partida do que nós hoje.


Portanto, não caia nesse conto. O Liverpool precisa contratar sim, mas não é com essa urgência toda que falam por ai não. Alguns jogadores são questionáveis, mas estamos longe de ter de sequer um jogador de baixo nível no nosso elenco.


Há pessoas que só se satisfazem vencendo todos os títulos no fim da temporada, mas nós não podemos ser assim. Claro que queremos ganhar tudo, mas no futebol sempre há um vencedor e um perdedor quando se trata de títulos. E o revés uma outra ou outra vai vir. Temos que saber lidar.


E isso é tão verdade que a temporada 17/18, aquela mesmo, a temporada mágica que terminou num vice-campeonato europeu contra o Real Madrid, culminou no título no ano seguinte. E coincidentemente, o vice no inglês por um ponto na temporada passada, provavelmente vai engrandecer ainda mais o título que está por vir.


É sempre assim, um dia você ganha, no outro você perde. É a lei da vida.


O Liverpool está prestes a sair da fila e isso é fantástico. E o fato de empatarmos no clássico,ou não ganharmos de forma invicta o campeonato, ou também pela eliminações nas copas, seja elas nacionais ou europeias, não diminuem em nada a nossa temporada que é sim brilhante. Não importa o que digam!