Buscar
  • Pedro Henrique

Título do Liverpool em campo neutro? É o que temos para hoje

Atualizado: 3 de Jun de 2020



O futebol na Inglaterra já tem data e hora pra voltar a rolar, mas juntamente com o anúncio da volta também vem as polêmicas. Nós sabemos que em meio a uma pandemia mundial, qualquer decisão é muito difícil de ser tomada e é impossível agradar a todos.


Porém, o fato da Premier League juntamente com a polícia obrigarem os clubes a jogarem em campo neutro só me faz pensar que a Inglaterra ainda não está pronta para a volta do futebol. Ou pior, só está voltando por pura pressão dos patrocinadores.


Essa medida não foi tomada somente para o Liverpool, clássicos e partidas consideradas de risco também serão jogadas em estádios neutros dentre os 90 jogos que ainda restam, mas é fato que a maior preocupação da liga é com a nossa torcida, que após 30 anos de fila deve estar babando em cima da taça da Premier League que está por vir.


E por isso eu me pego pensando, será que o fanático torcedor inglês, aquele que está a 78 dias sem futebol, e que está planejando sair feito louco pela rua para comemorar esse possível título vai mudar de ideia somente porque o jogo não será realizado em Anfield?


Não faz muito sentido, né? Em caso de viagens próximas, será mesmo que o torcedor deixará de ver seu time em sua casa (único lugar que ele poderá assistir) só pra ir aonde o Liverpool estiver? É algo que deveria ter sido levando em conta.

O Liverpool lidera a Premier League com 25 pontos de vantagem

Acredito também que os clubes não deveriam ser punidos, mesmo que o fator casa não seja tão dominante, pois cabe a polícia e a Premier League fazer o máximo possível os torcedores a não saírem de suas casas e respeitarem as regras de distanciamento.


Inclusive, li em algum canto também que a polícia de Merseyside não via problema nenhum em ver a partida disputada em Anfield ou Goodison Park. Contradizendo a versão da liga. E mesmo com Klopp dizendo que tanto faz o local em que levantaríamos a taça, importa sim levanta-la em Anfield.


Reitero, o que nos importa é vencer, mas essa medida adotada é um desserviço a um futebol que já foi muito prejudicado pelo coronavírus.