Buscar
  • Guilherme Ferreira

Quem é Rei nunca perde a majestade


FOTO: Reuters

Há exatos vinte dias o Liverpool vencia o Wolverhampton por 2-1 e seguia sua caça ao inédito título da Premier League. Apesar da vitória, e do excelente time treinado por Nuno Espírito Santo, os comentários eram unânimes: críticas ao egoísmo do Salah.


O Rei Egípcio tomou decisões erradas e não passou a bola para Minamino e Ox, que estavam em condições melhores de fazer o gol naquela oportunidade. Seriam essas críticas justas? Seria Salah um jogador fominha?


Desde então Mo respondeu dentro de campo: marcou um gol e deu uma assistência contra o West Ham, e brocou dois gols contra o Southampton. Além dos gols, sobrou solidariedade e boas atuações. E vou além: Mohamed Salah tem a melhor média de gols por jogo na história do clube. São 70 gols em 109 partidas defendendo o manto.


Eu preciso vos lembrar quem já vestiu a camisa do Liverpool? Nomes como Fowler, Michael Owen, Dalgish, Ian Rush, Torres, Suarez foram deixados pra trás. Nenhum desses jogadores marcou tantos gols em tão pouco tempo como Salah.


Além disso, é o jogador que mais marcou gols em uma edição de Premier League, tem duas chuteiras de ouro e foi o melhor jogador africano por dois anos seguidos. Prêmios não faltam!


Eu concordo que em alguns momentos ele tome decisões erradas e deixe o Mané e nós torcedores ensandecidos, mas lembrar do Rei como fominha me parece procurar pelo em ovo. Salah é gênial, um dos jogadores mais imprevisíveis e difíceis de marcar que existe no mundo. Aquele cara que toda Europa acharia um jeitinho de encaixa-lo no time.


Mas, como estamos mal acostumados ao extremo, ainda duvidamos e alguns até pedem a saída do jogador (SIM, ISSO EXISTE). É a famosa memória seletiva que assola grande parte de torcedores do Liverpool.


Se você já é um súdito do Rei do Egito,fique tranquilo, Mo Salah ainda fará muitos gols para que você comemore. Agora se você ainda precisa se converter e se render ao grande Rei, faça agora, pois ele será o artilheiro dessa Premier League (me cobrem) e você ficará com cara de bobo por não ter aproveitado a grandeza do egípcio no campeonato do título.