Buscar
  • Mauricio Cruz

Pequena vingança


Ancelotti e Klopp em 2017 (Foto: Liverpool Echo)

Sabe qual foi o treinador que deu mais trabalho para Jürgen Klopp desde que o alemão pancada chegou ao Liverpool? Se respondeu Pep Guardiola, errou. Pochettino? Nhé. Na minha opinião foi Carlo Ancelotti.


Em dois, três anos, vi o Napoli de Ancelotti engolir o Liverpool no San Paolo temporada passada na Champions. Foi um a zero, mas poderia ter sido quatro. Alisson e a trave nos salvaram. O time vermelho não passava do meio de campo, assustadoramente. Raramente vimos (e vamos ver) tamanha superioridade de um time sobre o nosso Liverpool. No Anfield, uma vitória magra por um a zero, gol do Salah e Alisson nos salvando de novo, no fim, com a defesa do ano, e posteriormente, da Champions.


Nesta temporada, Carleto e seu Napoli estavam no nosso caminho outra vez. Tomamos outra pisada na Itália e empatamos com muito custo em Anfield. Parece que Ancelotti tinha (tem) a fórmula para parar a insanidade Rock´n Roll de Klopp.


Ocorre que a vingança veio, a galope. Ancelotti brigou com a diretoria napolitana e caiu em Goodison Park para treinar nosso rival, o Everton. A bolinha viciada do sorteio das Copas já jogou uma carne de pescoço para a gente, esse Everton, pela FA Cup.


E não é que o sub-15 do Kloppão bateu o Everton titular de Ancelotti? Klopp mandou a campo um time com Neco Williams, Curtis Jones, Yasser Larouci, Nat Phillips, Pedro Chirivella e venceu Richarlison, Sigurdsson, Walcott, Mina, Pickford e cia. Sei que as competições não são nem de longe equivalentes, afinal apanhamos na UCL e devolvemos na FA. Mas eu me senti, sim, levemente, vingado. E, não posso afirmar, mas acho que Klopp também foi dormir com aquele sorrisão cheio de dentes depois de bater na cara do Everton de Carleto com a molecada.


É o que sobrou desse delicioso (e perigoso, para nós) embate entre grandes e vencedores treinadores. O Everton ainda tem o jogo em Goodison Park para nos atrapalhar na busca pela Premier League inédita. E só. Confrontos a níveis europeus, não mais...


Escolheu mal seu destino, hein, Ancelotti?


#YNWA