Buscar
  • Marco Aurélio Júnior

Opinião: torcer para o Liverpool é um ato político


Elenco do Liverpool se ajoelhou antes do treino para homenagear George Floyd (Foto: liverpoolfc.com)

Opinião polêmica? Talvez. Necessária? Sim. Não para levantar uma bandeira política, que muitos jogam para um lado ou para o outro, mas para clamar por humanidade!


Por toda a história do Liverpool Football Club a política esteve presente no clube e no que o rodeia. Fundado por um conservador, apoiado por progressistas, o Liverpool FC sempre foi um time democrático, que aceita todos e representa a todos.


Lutas sociais são a cara do clube. O socialismo, não necessariamente o marxista, é a cara do clube. Aqui não to nem falando de esquerda ou direita, cada um levanta a bandeira que quiser, e é importante que levante. Mas to falando de igualdade, de sociedade.


O mundo passa por diversos problemas atualmente. Não bastando a pandemia do coronavírus, só no Brasil houve um crescimento de 22% nos casos de feminicídio em 12 estados. Negacionistas estão crescendo absurdamente ao redor do mundo. E, como todos sabem, George Floyd, João Pedro e mais milhares de negros não estão mais conosco, assassinados por racistas ao redor do globo (alô Olavo!).


E o que falar de quem governa o Brasil? Acho que citar apenas o líder é injusto com os tantos babacas que estão em Brasília, eles lutam para serem criticados também. Ou pelo menos é o que parece.


Bandeiras antifascistas estão sendo levantadas em todos os cantos, em todas as frentes, por todas as causas. A #BlackLivesMatters está cada vez mais forte, inclusive pelo Liverpool e seus jogadores no último dia 01/06/2020. O povo está acordando.

Vidas negras importam. A democracia importa. A igualdade importa. Torço para um clube que sempre lutou por isso, foi antirracista, foi antifascista, lutou por igualdade e lutou pelo povo. O Liverpool é tudo isso até hoje e nunca deixará de ser.


Torcer para o Liverpool é se revoltar com o modo que Margaret Tatcher tratou os 96 mortos e mais de 700 feridos em Hillsborough. Torcer para o Liverpool é ter orgulho de ser o primeiro clube da Premier League a ser representado oficialmente em um desfile LGBT e compartilhar a paixão de ser Red com a Kop Outs. Torcer para o Liverpool é ver nossos jogadores liderando um protesto em forma de homenagem ao negro assassinado por um policial racista e o clube e todos os atletas publicando isso em suas redes sociais.


PORÉM, não acaba por aí. Apenas levantar essas bandeiras não é suficiente. Claro que divulgar e apoiar é importantíssimo, mas é preciso mais. Assine petições, doe para movimentos sociais, denuncie ataques preconceituosos - isso significa QUALQUER ofensa/agressão ao vivo ou na internet. E mais importante de tudo, estude, leia, pesquise, procure saber!


Se você acha o antifascismo, o antirracismo, ou qualquer luta social um problema, parabéns, você é o problema. Torcer para o Liverpool é um ato político, social. Faça sua parte!