Buscar
  • Pedro Henrique

Merseyside é vermelha, seja com reservas ou com titulares!


(Foto:liverpoolfc.com)

E aquela velha máxima trazida por Bill Shankly continua valendo: em Merseyside só existe dois times, o Liverpool e os reservas do Liverpool... No caso, hoje foi dia dos reservas vencerem o clássico contra o Everton por 1-0. Curtis Jones foi o artilheiro do jogo, marcando um golaço no segundo tempo, digno do derby.


A vitória estendeu o enorme tabu estabelecido pelo Liverpool contra o rival, que não sabe o que é vencer desde 1999 em Anfield e desde 2010 em qualquer estádio.


A baixa da partida fica por conta de James Milner, que saiu machucado logo no início do jogo e se juntou a outros seis atletas fora por lesão.


O recém-contratado Minamino fez sua estreia e teve uma atuação discreta.

O primeiro tempo as dois times poderiam ter aberto o placar, mas pararam nos goleiros. Adrián começou salvando o Liverpool em três oportunidades. Pickford salvou o Everton mais para o fim, quando Origi entrou na área e chutou forte e rasteiro, obrigando o goleiro inglês a salvar os toffees.


No geral o primeiro tempo foi melhor que o segundo. Ambos tiveram espaços, principalmente pelo Liverpool jogar muito avançado e com muitos homens a frente. Do lado azul, a fragilidade e inexperiência do reds os obrigava a sair e jogo foi totalmente franco. O gol não saiu por detalhe.


No segundo tempo Klopp ajustou o meio de campo que estava frouxo e a queda de rendimento do Everton veio. O jogo era teoricamente feio, mas o controle era total do Liverpool, que parecia amadurecer para o gol, quando Curtis Jones surpreendeu a todos e acertou um chutaço sem chances para Pickford.


1-0, vitória para o Liverpool, tabu mantido. Tudo normal em Liverpool!


Leia também: A era de ouro do Merseyside Derby!

Melhor em campo: Jones. De longe a melhor atuação do jogo e não é só por causa do gol não. O garoto teve personalidade, arriscou e mostrou que pode agregar nesse elenco. Atuação completa de Jones, que é o rei de Merseyside, pelo menos no dia de hoje.


Destaque positivo: Chirivella. Foi o meio campo central e foi um maestro. Coordenou defensivamente e ofensivamente. Teve seus defeitos, mas no geral foi mais uma boa atuação do garoto!


Destaque negativo: Origi. Muito abaixo! Dos titulares, talvez fosse o que mais tinha obrigação de aparecer, por se tratar de um clássico e por entrar regularmente nos jogos. Deixou muito a desejar!


Descansados, os titulares do Liverpool voltam a campo no próximo fim de semana, contra o Tottenham de José Mourinho, para mais uma rodada da Premier League.