Buscar
  • Guilherme Ferreira

Merry Christmas, Everton!

Atualizado: 27 de Jan de 2020


Origi driblando Pickford e inaugurando o placar (Foto: liverpoolfc.com)

Liverpool passa o carro no Everton, chega a 32 jogos invictos na Premier League e acumula mais uma vitória. São 15 vitórias nas últimas 14 partidas disputadas. O placar? Um acachapante 5-2. Gols de Origi (2x), Mané, Shaqiri e Wijnaldum. Quem diminuiu para os rivais foram Keane e Richarlison.


Com certeza quem viu a escalação se assustou um pouco, visto que Salah, Firmino e Henderson começaram no banco. Sem contar as ausências de Fabinho (machucado), e Alisson (suspenso). Além disso, Shaqiri voltou a ter oportunidades, depois de muito tempo entre lesões e banco de reservas.

Klopp contraria os palpites e promove muitas mudanças (Imagem: nuncacaminharasozinho.com)

Mal deu tempo pra se lamentar com a escalação! Logo aos seis minutos da primeira etapa, Origi recebeu o que seria a primeira assistência de Mané na partida e abriu o placar. Antes dos 20 minutos iniciais, o Liverpool ampliou com Shaqiri após bela jogada trabalhada. O jogo parecia encaminhado, mas Keane tratou de diminuír logo após o gol do suíço. Mas ainda tinha muito mais por vir no primeiro tempo. Origi voltou a marcar após excelente lançamento de Lovren e colocou os Reds novamente com dois gols de vantagem. Já no fim da primeira etapa, Mané mudou o placar para 4-1 e Richarlison diminuiu para os Toffees no último lance. Se na primeira etapa sobrou correria e gols, os últimos 45 minutos foram mais comedidos e o Liverpool, com razão, cozinhava o jogo. Quanto às substituições, Gomez, Hendo e Firmino entraram no decorrer do segundo tempo e o brasileiro ainda achou tempo pra assistir Gini e fechar o caixão azul. Não percam as contas: 5-2!

Em suma, foi uma excelente partida ofensiva e, novamente, uma má partida defensiva. Klopp conseguiu rodar o elenco e encontrou os gols com muita facilidade, e excelentes jogadas coletivas. Mas o time sentiu muito a falta do Fabinho e Henderson, com o meio campo dando muitos espaços - que acabaram proporcionando oportunidades de gols pros adversários.


LEIA TAMBÉM: A ERA DE OURO DO MERSEYSIDE DERBY


Destaques e o melhor da partida (Imagem: nuncacaminharasozinho.com)

Melhor da partida: Origi, e não foi só pelos dois gols. Deu muito trabalho ao Mina e quase não perdeu a posse de bola. Ou sofria a falta ou fazia o pivô muito bem e permitia trabalhar a posse. Destaque positivo: Mané, com duas assistências e um gol marcado, tinha tudo pra ser o homem da partida, mas perdeu duas oportunidades claríssimas no fim da segunda etapa. Destaque negativo: Lovren, deu um lançamento digno de camisa 10, mas falhou nos dois gols marcados pelo Everton. O primeiro em falta de sorte, o segundo em erro de posicionamento. Agora o foco é no sábado, dia 07 de dezembro, quando o Liverpool visita o Bournemouth. A bola rola à partir de 12h e a partida terá transmissão para o Brasil da plataforma DAZN. Vai, Liverpool!