Buscar
  • Mauricio Cruz

Lallana neles!


Lallana salvou o Liverpool contra o Manchester United, marcando o gol de empate no final (Foto: Sky Sports)

Precisamos falar sobre Adam Lallana. Sei que falar sobre o meia inglês é mexer num vespeiro vermelho. O camisa 20 é muito contestado pela torcida do Liverpool (nunca critiquei... #sqn), mas tá na hora de responder uma pergunta tão importante quanto aquela “estamos sozinho no universo?”:


Porque diabos Klopp ainda confia no Lallana?


Pois bem. A resposta vem em doses homeopáticas. A conta-gotas. A partida do inglês ex-Southampton contra o Tottenham foi gigante. Adam se reinventou. De um meia que rodopiava em cima da bola, com boas skills mas sem objetividade, para um cara mais físico, tático e direto.


Chegou no Liverpool em 2014. Foi um dos destinos do dinheirão da venda de Luís Suarez. Mas não vingou. Sua (falta de) intensidade deixava muito a desejar, e o estigma de triatleta (corre/pedala/e nada) grudou nele de forma implacável. O tempo passou e ele mudou. Lembro que, com Judas, Mane e Firmino, formava o quadrado mágico, lá no segundo semestre de 2016. Fazia gols, era incisivo. Lesões graves ficaram pelo caminho, mas travaram seu crescimento.


Hoje ele completou sua metamorfose. Virou um meio campista marcador que toca bem a bola, acalma o jogo e chega na área para finalizar. Um Ox menos físico e mais técnico. Foi dele o gol que nos salvou da única derrota dessa Premier, contra o United no Cold Trafford. De novo, contra os Spurs no sábado, víamos o inglês dando carrinho na marcação, se jogando na bola, raçudo e intenso. Quem é esse camisa 20? O que fizeram com meu Lallana cozido?


Transformaram ele num jogador moderno e versátil. Que ainda pode nos ajudar. Certo, Klopp?


E se quer saber, por Adam ter passado pelos Borinis e Lamberts, ele merece a glória de ganhar a Premier com a gente. Roeu o osso. Agora tá na hora de comer o bife...


Sirva-se, Lallana!


#YNWA