Buscar
  • Anderson Zotto

John McKenna: o técnico de uma temporada e um título


John McKenna foi o segundo treinador da história do Liverpool

Neste segundo texto da série Os Treinadores do Liverpool falaremos sobre o segundo técnico da história do clube, o irlandês John McKenna, que assumiu o cargo após a saída de Barclay, que se sentia deprimido ao ter sido rebaixado com os Reds na primeira temporada na elite do futebol inglês.


LEIA TAMBÉM: W. E. BARCLAY: O PRIMEIRO TREINADOR DO LIVERPOOL


John McKenna permaneceu como treinador dos Reds apenas por uma temporada, visto que entendia mais da parte administrativa. Porém foi campeão da segunda divisão inglesa antes de voltar pra diretoria do clube.


Mais um irlandês comandando o Liverpool

John McKenna nasceu em County Monaghan, um condado hoje localizado na fronteira da Irlanda com a Irlanda do Norte, no dia 03 de janeiro de 1855. Aos 15 anos de idade, McKenna se mudou para a cidade de Liverpool ao arranjar um emprego no comércio.


Apaixonado por esportes, assim como todo britânico, o irlandês praticou rugby, futebol e tiro ao prato, chegando a participar da fundação da West Lancashire County Rugby Football Union.


Um dos líderes da criação do Liverpool Football Club

McKenna conheceu John Houlding em um dos bailes sociais que eram praxe na sociedade britânica, chegando a ser convidado para assistir o clube de Houlding jogar, o Everton. Embora acompanhasse os Toffees, nunca se envolveu com a política do time.


Porém, quando Houlding rompeu com o Everton o irlandês se tornou um dos maiores entusiastas da criação do Liverpool, aplicando um esforço imenso para o sucesso do clube em todas as formas possíveis. Assim como Houlding, McKenna era membro da maçonaria, e foi um dos responsáveis por unificar torcedores, jogadores, dirigentes e maçons no entorno da fundação do clube.


O time dos "Macs"

Ficou como treinador apenas uma temporada, conduzindo os Reds ao título da segunda divisão em 1895/96, após Barclay deixar de ser treinador para participar da diretoria. Como McKenna mantinha um escritório de observação de jogadores em Glasgow, acabou contratando vários escoceses descendentes de irlandeses, com o prenome "Mc" no sobrenome. Desta forma, o Liverpool ficou conhecido como "Team of Macs".


Como não era afeito das funções técnicas, mas sim das administrativas, tratou de correr atrás do grandioso Tom Watson, próximo treinador desta série. Ao todo, foram 36 jogos com McKenna no comando do Liverpool, sendo 25 vitórias, três empates e oito derrotas. Os números mais expressivos foram os de gols, sendo 116 gols marcados (106 só na Liga) e 37 gols sofridos.


De treinador a presidente do Liverpool

Após seu curto período como treinador dos Reds, McKenna foi eleito para o comitê da Football League. Ainda assim, assumiu a cadeira de presidente do Liverpool de 1909 a 1914, solicitando dispensa do cargo na Primeira Guerra Mundial e voltando em 1917, pouco antes do fim da guerra.


Ficou até 1919 como presidente, quando renunciou por Matt McQueen e John Keating não terem sido eleitos diretores pelos acionistas do clube. McKenna chegou a ser presidente da Football League e ficou conhecido como "Honest John", por nunca ponderar sentimentos pessoais em suas decisões.


Quando faleceu, em 1936, seu caixão foi carregado por três jogadores do Liverpool e três do Everton.