Buscar
  • Mauricio Cruz

Cronicas de um massacre: Aston Villa 7-2 Liverpool

Texto por @MauricioLeCruz

Momentos antes da m# acontecer (Foto: liverpoolfc.com)

Caras, tomamos 7 do Aston Villa. 7! Ontem não tinha condição alguma de escrever uma linha sobre isso. Hoje, passadas algumas horas, me sinto mais confortável em falar sobre o acontecido.


Em primeiro lugar (e mais importante), foi um vexame histórico. Tomar 7 de um time como o Aston Villa, que brigou até as últimas rodadas dias atrás para não cair, não é lógico, nem normal. É vergonhoso.

Em segundo lugar, vejo muita gente reclamar do Adrián, do Firmino, do TAA. Mas o que o Van Dijk não está jogando desde a volta da parada pela pandemia é um assombro. Perde tempo de bola, erra passes, me parece lento. Adrián é ridículo, um grande amigo o chama, carinhosamente, de Mignolet 2.0. O gato voador, por incrível que pareça, é melhor que o espanhol. Trent dá apagões bizarros. As vezes acho o mental dele fraco, porque basta uma falha para comprometer o resto da partida dele.


Firmino está mal e não é de hoje. Mas, notem: o brasileiro deve ter levado uma comida de rabo monstra, por chegar na cara do gol e tentar passar para um companheiro. No massacre do Villa Park, o brasileiro finalizou algumas vez, talvez mais do que nos últimos 10 jogos somados. Mas ainda está bem longe do ideal.


Nosso meio de campo foi patético do início ao fim: Fabinho, perdido. Wijnaldum, mais do mesmo jogo burocrático de sempre. E Keita, ah, Keita. O potencial está ali! A tiriça também... Falta fome, garra, tesão para chegar na bola rachando tudo e dar um bico para dentro do gol. Teve a chance mais de uma vez e faltou apetite. Apetite que sobrou em Jota. E em Salah, que marcou duas vezes.


Em último lugar, mas não menos importante, o imponderável. Tomar de 7 é inaceitável? É. Mas o primeiro, aos 4', Adrián deu para o Villa de presente. Isso muda o jogo. Outros 3 gols foram em chutes que iam na bandeirinha de escanteio e desviaram em alguém até achar as nossas redes. TRÊS gols em bolas desviadas!


Tomar 3 gols sem querer num jogo é dose para elefante. Arnold falhou bisonhamente num outro. O último da impiedosa goleada foi um borrão, com o time todo tentando diminuir o vexame e o Villa apertando o tempo todo para lançamentos longos, pegando nossa defesa desguarnecida. E, entendam, Salah sofreu um penalti claríssimo quando ainda havia um jogo. Claro que Martin Atkinson, com a cabeça cheia pela goleada sofrida pelo seu Manchester United, não deu.


Não tem desculpa. Foi um atropelo. Um espanco.


O que tem que ter é pés no chão e muito trabalho. VVD, já pedi aqui, tem que voltar a ser humilde. Hendo tem que voltar pro time. TAA tem que melhorar seu psicologico. Keita tem que ter mais fome. Firmino tem que acordar pra vida ou perderá lugar para um raçudo Jota. Wijnaldum tem que ser mais agudo, em todos os sentidos. Fabinho tem que ter ajuda de alguém na marcação. Adrián tem que nascer de novo. E por aí, vai.


Não tem que mudar tudo por causa de uma derrota acachapante. Tem que voltar ao que era antes.


#YNWA